Miradouro da Rocha do Paul
Largo de Merendas das Fontes
Moinho da Pontinha
Espaço Galeão
Nicho de São Caetano
Porto de São Caetano
Trilho da Canada da Ribeira
Trilho da Canada de São Caetano
Poço de Maré
Nicho de São Pedro
Moinho do Caminho do Meio
Polidesportivo / Parque Infantil
Casa do Povo de São Caetano
Largo António da Fonte
Junta de Freguesia de São Caetano
Jardim de Infância
Irmandade do Espírito Santo
Igreja Paroquial de São Caetano
Caminho de São Caetano
Escadaria Praia do Caminho de Cima
Centro Social da Terra do Pão
Irmandade União e Caridade
Ermida de Santa Margarida
Trilho dos Moinhos
Poço de Maré
Moinho
Moinho
Moinho
Porto das Baixas
Nicho de São Martinho

30 boas razões...

A brisa sussurra memórias de um passado de luta titânica, que ergueu São Caetano, uma terra repleta de história e tradição, de sonhos esculpidos por bravos Homens, que na proa da esperança deram novos mundos ao mundo.
Desde sempre, o mar é sustento e fé. No século XVI, os primeiros povoadores construíram um galeão, às expensas do Capitão-Mor da ilha. Arreando pela Ribeira Velha, a embarcação engrossou a frota da armada real de D. João III, rasgando horizontes, desvendando continentes e oceanos.
No mar, cumpre-se o sonho, mas também os desígnios de Deus. Reza a história, que por milagre, a trolha que ainda hoje sustenta o coro alto do primeiro templo construído na freguesia, fosse trazida pelas correntes oceânicas, fruto do naufrágio de um barco de Vicenza, localidade, onde nasceu São Caetano, já então padroeiro do povoado.
Esta é uma terra de bravos homens, de corajosos pescadores, que ao raiar da aurora na dura faina arrecadavam o pão de cada dia.
Uma terra de tradições celebradas no troar de uma viola, de histórias rendilhadas em entrançados serões, de sonho esculpido pelo mar.